sexta-feira, 7 de abril de 2017

MILTON GONÇALVES ASTRO INCANSÁVEL


Milton Gonçalves nasceu em Monte Santo de Minas (MG) em 9 de dezembro de 1933. Filho de trabalhadores rurais em lavouras de café, migrou, ainda menino, com a família para São Paulo, onde o pai foi trabalhar como pedreiro. Na capital paulista exerceu diversos trabalhos como operário, trabalhando em livrarias, sapatarias e gráficas.


Começou a carreira artística atuando em grupos de teatro amador, até ingressar no grupo Teatro de Arena, na peça Ratos e Homens, sob a direção de Augusto Boal. No Teatro de Arena, participou de importantes montagens, entre elas Eles não Usam Black-tie  (1957), Chapetuba Futebol Clube (1959), Revolução Na América do Sul (1960), O Testamento do Cangaceiro (1961), Os Fuzis da Sra. Carrar (1962), A Mandrágora (1962) e Arena Conta Zumbi (1963).

Em 1965 entrou para a TV Globo, na época ainda TV Paulista, atuando na novela Rosinha do Sobrado . No mesmo ano atuou em outras duas novelas: A MoreninhaPadre Tião. Com o incêndio da sede paulista da emissora em 1969, transferiu-se para o Rio com a equipe da novela A Cabana do Pai Tomás. Em 1970 além de participar como ator, co-dirigiu, com Daniel Filho, a novela Irmãos Coragem. Em 1973 participou de outra novela de grande sucesso: O Bem Amado, de Dias Gomes, vivendo o Zelão das Asas. No ano seguinte, ao lado de Betty Faria e Rui Resende, formou um trio de trambiqueiros em O Espigão, também de Dias Gomes. Com a proibição pela censura de  Roque Santeiro em 1975, onde viveria o Padre Honório, acabou interpretando o psicanalista Dr. Percival em Pecado Capital, grande sucesso de Janete Clair.

Além de ator, Milton Gonçalves co-dirigiu também as novelas Véu de Noiva, O Homem Que Deve Morrer e Selva de Pedra, todas de Janete Clair. Dirigiu ainda diversos episódios dos programas Caso Verdade, Caso Especial, Carga Pesada e programas de humor, como o Balança, Mas Não cai. Foi o primeiro diretor do programa A Grande Família em sua primeira temporada e, ao lado de Herval Rossano, respondeu pela direção de A Escrava Isaura. Com seu prestígio consolidado, contabiliza mais de 60 trabalhos em novelas, programas e minisséries, em mais de 50 anos de serviços prestados à emissora carioca.

Paralelamente à televisão, Milton Gonçalves foi presença em mais de 70 filmes, atuando em papéis de grande destaque, incluindo produções internacionais. Seu auge no cinema foi a atuação arrebatadora no filme A Rainha Diaba, com qual ganhou todos os prêmios dedicados ao cinema na época, entre eles, o Air France, Governador do Estado, Candango e Coruja de Ouro.

Militante do movimento negro, Milton Gonçalves chegou a tentar a carreira política, nos anos 1990, ao candidatar-se a deputado e a governador do estado do Rio de Janeiro, em 1994. Casado e pai de três filhos, Milton Gonçalves é um exemplo de homem antenado com o seu tempo, com sua realidade e sempre pronto a dar sua colaboração para melhorar a vida de seus semelhantes.


Aqui e na próxima postagem (Milton Gonçalves na Televisão), um pouco da trajetória de um dos mais importantes atores brasileiros.

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves

Milton Gonçalves


Milton Gonçalves com Flavio Migliaccio, Nelson Xavier e Xandó Batista na peça Chapetuba Futebol Clube

Milton Gonçalves com Reginaldo Farias no filme Cidade Ameaçada

Milton Gonçalves no filme Cidade Ameaçada

Milton Gonçalves no filme Cidade Ameaçada

Milton Gonçalves no filme Cidade Ameaçada

Milton Gonçalves no filme Grande Sertão

Milton Gonçalves com Mauricio do Valle no filme Grande Sertão

Milton Gonçalves com Maurício do Valle no filme Grande Sertão

Milton Gonçalves com Jece Valadão no filme Mineirinho Vivo ou Morto

Milton Gonçalves com Agildo Ribeiro no filme Na Mira do Assassino

Milton Gonçalves com Joana Fomm no filme Macunaima

Milton Gonçalves com Paulo José e Rodolfo Arena no filme Macunaima

Milton Gonçalves no filme Macunaima

Milton Gonçalves no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves e Wilson Grey no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves e Odete Lara no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves e Odete Lara no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves e Odete Lara no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves com Stepan Nercessian no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves com Stepan Nercessian no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves no filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves no cartaz do filme A Rainha Diaba

Milton Gonçalves com Hugo Carvana e Monique Lafond no filme Ipanema Adeus
Milton Gonçalves com Lutero Luiz, Antônio Pitanga e Wilson Grey no filme Ladrões de Cinema

Milton Gonçalves com Reginaldo Farias no filme Lúcio Flávio, o |Passageiro da Agonia

Milton Gonçalves com Grande Otelo e Ivan Cândido no filme Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia
Milton Gonçalves com Sibele Rúbia no filme Na Boca do Mundo

Milton Gonçalves com Sibele Rúbia no filme Na Boca do Mundo


Milton Gonçalves com Júlio Braga no filme O Sol dos Amantes

Milton Gonçalves com Júlio Braga no filme O Sol dos Amantes

Milton Gonçalves no filme Parceiros da Aventura

Milton Gonçalves no filme Parceiros da Aventura

Milton Gonçalves com Francisco Milani e Gianfrancesco Guarnieri no filme Eles Não Usam Black Tie

Milton Gonçalves com Francisco Milani e Gianfrancesco Guarnieri no filme Eles Não Usam Black Tie

Milton Gonçalves com Francisco Milani no filme Eles Não Usam Black Tie

Milton Gonçalves com Francisco Milani no filme Eles Não Usam Black Tie

Milton Gonçalves com Francisco Milani no filme Eles Não Usam Black Tie
Milton Gonçalves com José Lewgoy no filme O Beijo da Mulher Aranha

Milton Gonçalves no filme Natal da Portela

Milton Gonçalves no filme Natal da Portela

Milton Gonçalves e Tais Araujo no filme As Filhas do Vento



Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Ilusão (Editora Abril), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog TUDO ISSO É TV (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br), sites diversos da Internet