terça-feira, 27 de dezembro de 2016

ELKE MARAVILHA A GRANDE DAMA DA ALEGRIA

Elke Georgievna Grunnupp, em artes Elke Maravilha, nasceu em Leningrado (hoje São Petersburgo), Rússia,  no dia 22 de Fevereiro de 1945.

Filha de um russo e de uma alemã, ela tinha seis anos quando sua família emigrou para o Brasil, fugindo de perseguições políticas do stalinismo soviético. O casal e os três filhos, privados da cidadania russa, se estabeleceram em um sítio em Itabira (MG) e, mais tarde, em outra cidade mineira, Jaguaruçu.

Naturalizada brasileira, Elke saiu de casa aos 20 anos para morar sozinha no Rio de Janeiro, onde arrumou emprego como secretária bilíngue, valendo-se de sua fluência em oito idiomas, muitos deles aprendidos no próprio ambiente familiar. Fluência que a levou a formar-se em Letras e a trabalhar como professora, tradutora e intérprete de línguas estrangeiras.

Começou a carreira de modelo e manequim aos 24 anos, no final da década de 1960, desfilando para o estilista Guilherme Guimarães.  Bastante alta (1,80m) e loira natural, a inicialmente discreta modelo, com o tempo abriu espaço para a extravagância, que tornaria sua marca registrada, fazendo-a famosa no mundo da moda e projetando uma imagem que simbolizava transgressão e liberação.

Foi nos desfiles que conheceu a estilista Zuzu Angel, de quem ficou amiga. Na época, em pleno regime militar, Zuzu Angel denunciava ao mundo o desaparecimento de seu filho Stuart Angel Jones, que hoje o Brasil sabe ter sido torturado e morto por agentes da ditadura na Base Aérea do Galeão. No final de 1971, Elke foi presa no Aeroporto Santos Dumont, depois de rasgar, aos gritos de “Covardes! Como ousam? Vocês já o assassinaram!”, cartazes de “Procurado” com a fotografia de Stuart. Enquadrada na Lei de Segurança Nacional, Elke teve a cidadania brasileira cassada, tornando-se apátrida. Anos depois, requisitou e obteve a cidadania alemã, a única que passou a possuir.

A essa altura, já havia iniciado carreira de atriz, no cinema, com o nome artístico que a consagrou, dado pelo jornalista Daniel Más, espanhol naturalizado brasileiro e colunista social de vários jornais cariocas. Em 1972, Elke Maravilha surge na televisão, como jurada do programa A Buzina do Chacrinha. Chacrinha foi um de seus maiores amigos e Elke o chamava carinhosamente de “Painho”. Trabalharam juntos por 14 anos.

Na televisão, Elke Maravilha foi também jurada do Show dos Calouros, de Sílvio Santos e apresentou o talk show Elke, no SBT. Também atuou na novela  A Volta de Beto Rockfeller (TV Tupi, 1973), na minissérie Memórias de um Gigolô (TV Globo, 1986) e na novela Xica da Silva (TV Manchete, 1988). Também atuou em diversas outras novelas como participação especial, muitas vezes vivendo ela mesma.

No cinema, atuou em 28 filmes, entre eles, Barão Otelo no Barato dos Bilhões (1971), Quando o Carnaval Chegar (1972), Xica da Silva (1976), Pixote, a Lei do Mais Fraco (1981), o filme biográfico Zuzu Angel (2006), no qual aparece em participação especial cantando a música alemã “Lili Marlene”. Nesse filme, a própria Elke foi personagem, interpretada pela atriz Luana Piovani. Atuou ainda em 11 peças teatrais, tendo estreado no espetáculo Viva o Cordão Encarnado, na década de 1970.

Elke teve uma vida pessoal bastante agitada. Casou-se oito vezes. O último foi Sasha, 27 anos mais novo, com quem viveu por 13 anos.  Não teve filhos, dizia que não saberia educar uma criança. Também confessou ter feito abortos e ter usado drogas na juventude. Dizia  não ter gênero e foi uma aguerrida defensora da causa LGBT, ambiente onde estavam seus maiores amigos. Em seus últimos anos vivia no Leme, bairro da região sul do Rio de Janeiro e viajava pelo Brasil apresentando o espetáculo Elke Canta e Conta, em que contava histórias de sua vida e cantava em vários idiomas.

Elke Maravilha morreu no Rio de Janeiro no dia 16 de Agosto de 2016, aos 71 anos de idade. Ela estava internada há quase um mês para tratar uma úlcera e chegou a ser operada na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras.

Elke foi um símbolo de alegria e liberdade. Era amada pelo público, especialmente pelas crianças. Aliás, essa era uma das suas marcantes características: Dirigia-se às platéias com “Oi Crianças!”. Sua imagem colorida e espalhafatosa, seu sorriso largo e eterna alegria são algumas das gratas lembranças que legou. Sem Elke, o Brasil ficou menos colorido e, certamente, menos alegre. Aqui um pouco de sua trajetória.


Elke Maravilha

Elke Maravilha

Elke Maravilha

Elke Maravilha

Elke Maravilha

Elke Maravilha

Elke Maravilha
Elke Maravilha

Elke Maravilha

Elke Maravilha pelas lentes do fotógrafo David Zingg

Elke Maravilha pelas lentes do fotógrafo David Zingg

Elke Maravilha pelas lentes do fotógrafo David Zingg

Elke Maravilha pelas lentes do fotógrafo David Zingg

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 
Elke Maravilha 


Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 
Elke Maravilha 

Elke Maravilha 
Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 
Elke Maravilha


Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 

Elke Maravilha 


Foi atuando no júri do programa A Buzina do Chacrinha que Elke Maravilha ficou nacionalmente conhecida


Elke Maravilha e Chacrinha

Elke Maravilha com Chacrinha e Cláudia Raia

Elke Maravilha e Pedro de Lara, impagável dupla de jurados

Elke Maravilha e Pedro de Lara

Elke Maravilha e Pedro de Lara

Elke Maravilha e Chacrinha


Elke Maravilha com Ayrton e Lolita Rodrigues no programa Clube dos Artistas
Elke Maravilha, Vera Manhães, Leina Crespi e Odete Lara com Rodrigo Veloso 

Elke Maravilha com Luis Gustavo na novela A Volta de Beto Rockfeller de Bráulio Pedroso na |TV Tupi

Elke Maravilha com Luis Gustavo na novela A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Luis Gustavo, Elaine Cristina, Odete Lara, Elizabeth Gásper  e Pepita Rodrigues na novela A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Luis Gustavo, Elaine Cristina, Odete Lara e Elizabeth Gásper na novela A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Luis Gustavo, Elizabeth Gásper  e Pepita Rodrigues na novela A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Luis Gustavo em A Volta de Beto Rockfeller
Elke Maravilha com Luis Gustavo em A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Luis Gustavo em A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Luis Gustavo, Elaine Cristina, Odete Lara, Elizabeth Gásper  e Pepita Rodrigues na novela A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com os diretores Luis Galon e Gilberto Botura da novela A Volta de Beto Rockfeller

Elke Maravilha com Lauro Corona na minissérie Memórias de Um Gigolô (TV Globo), direção de Walter Avancini

Elke Maravilha com Lauro Corona na minissérie Memórias de Um Gigolô

Elke Maravilha (ao fundo, sob um guarda sol) com o estilista Clodovil
Elke Maravilha com o estilista Clodovil

Elke Maravilha com o cabeleireiro Silvinho, seu grande amigo e criador de suas excêntrica imagem

Elke Maravilha no outrora famoso Baile dos Enxutos

Elke Maravilha com o amigo Silvinho num evento
Elke Maravilha com os atores Tony Ferreira e Ana Maria Nascimento e Silva num ensaio para a revista Romântica: Adão, Eva e a Serpente 

A Serpente (Elke Maravilha) oferece a maçã para Eva (Ana Maria Nascimento e Silva) sob o olhar cobiçoso de Adão (Tony Ferreira): ensaio para a revista Romântica

Elke Maravilha com o ator Paulo Ramos numa fotonovela da revista Sétimo Céu
Elke Maravilha com o ator Navarro Puppin numa fotonovela da revista Sétimo Céu

Elke Maravilha com Navarro Puppin - fotonovela da revista Sétimo Céu

Elke Maravilha com Navarro Puppin - fotonovela da revista Sétimo Céu

Elke Maravilha com Jerry Adriani - fotonovela da revista Sétimo Céu

Elke Maravilha em 1971 com Grande Otelo no filme O Barão Otelo no Barato dos Bilhões

Elke Maravilha com Grande Otelo e Dina Sfat no filme O Barão Otelo no Barato dos Bilhões

Elke Maravilha em cenas do filme O Barão Otelo no Barato dos Bilhões

Elke Maravilha com Jorge Gomes e Wilson Grey no filme A Noiva da Cidade  (1979), direção de Humberto Mauro

Elke Maravilha com Jorge Gomes no filme A Noiva da Cidade

Elke Maravilha com Maurício do Valle e Jorge Gomes no filme A Noiva da Cidade

Elke Maravilha numa cena do filme A Noiva da Cidade

Elke Maravilha com Jorge Gomes no filme A Noiva da Cidade
Elke Maravilha no cartaz do filme A Noiva da Cidade
Elke Maravilha com o ator Roberto batalin no filme A Noiva da Cidade


Elke Maravilha com Hugo Carvana no filme Quando o Carnaval Chegar (1972), direção de Cacá Diegues

Elke Maravilha com Hugo Carvana no filme Quando o Carnaval Chegar

Elke Maravilha no cartaz do filme Elke Maravilha Contra o Homem Atômico (1978), direção de Gilvan Pereira

Elke Maravilha no filme Gente Que Transa (1974), direção de Silvio de Abreu

Elke Maravilha no filme Gente Que Transa 

Elke Maravilha no filme Gente Que Transa 

Elke Maravilha no filme Gente Que Transa 

Elke Maravilha com Ida Gomes numa cena do filme Gente Que Transa 
Elke Maravilha no cartaz do filme Gente Que Transa

Elke Maravilha com Wilson Grey no filme Xica da Silva (1976), direção de Cacá Diegues 

Elke Maravilha no filme Xica da Silva

Elke Maravilha com o menino Fernando Ramos no filme Pixote, a Lei do Mais Fraco (1981), direção de Héctor Babenco

Elke Maravilha com o menino Fernando Ramos no filme Pixote, a Lei do Mais Fraco
Elke Maravilha no filme A Força de Xangô (1978), direção de Iberê Cavalcante

Elke Maravilha  no filme Romance (1987), direção de Sérgio Bianchi 
Elke Maravilha  com o cantor Daniel no filme Xuxa Requebra (1999), direção de Tizuka Yamazaki

Elke Maravilha  no filme Carossel 2  (2015), direção de Mauricio Eça 
Elke Maravilha  no filme Meu Passado me Condena (2013), direção de Julia Rezende

Elke Maravilha no filme Suprema Felicidade (2010), direção de Arnaldo Jabor 
Elke Maravilha com os atores Luigi Baricelli e Oscar Magrini no evento Paixão de Cristo

Elke Maravilha

Elke Maravilha
Elke Maravilha


Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Ilusão (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Blog TUDO ISSO É TV (Césio Gaudereto), site TV Globo,  Cedoc (TV Globo),  site Banco de Conteudos Culturais (www.bcc.org.br), sites diversos da Internet