quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

MARIETA SEVERO UMA DAMA DE ATITUDES

Marieta da Costa Severo, em artes Marieta Severo,  nasceu no Rio de Janeiro em  2 de novembro de 1946. Filha de um desembargador, sonhava em ser bailarina e estudou balé clássico durante muitos anos. Aos 16 anos, entrou para o curso de teatro do Tablado, criado pela professora Maria Clara Machado e decidiu pela carreira de atriz.

Durante muitos anos (1966 a 1999) foi casada com Chico Buarque de Holanda, com quem teve três filhas.  Posteriormente, em 2004, uniu-se ao diretor Aderbal Freire Filho.

Sua carreira começou em 1965, com um pequeno papel no filme Society em Baby Doll, a convite do diretor Luiz Carlos Maciel. No mesmo ano estreou no teatro na peça As Feiticeiras de Salém e no ano seguinte, nas novelas da TV Globo, marcando presença em três novelas da emissora: O Sheik de Agadir, Anastácia e O Homem Proibido. Desligou-se da emissora durante o regime militar, pois o marido estava proibido de ali se apresentar.  Após um período de auto-exílio na Itália, voltou ao Brasil e em 1970 atuou na novela E Nós, Aonde Vamos?, na TV Tupi. Depois disso afastou-se da televisão por 13 anos só retornando em 1983 para atuar na novela Champagne, de Cassiano Gabus Mendes.

Nessa nova fase na TV Globo  atuou em diversas novelas, em papéis marcantes como Vereda Tropical  (Silvio de Abreu, 1984), Tititi (Cassiano Gabus Mendes, 1985), Que Rei Sou Eu? (Cassiano Gabus Mendes, 1989),  Deus Nos Acuda (Silvio de Abreu, 1992), Pátria Minha (Gilberto Braga, 1994) e Laços de Família (Manoel Carlos, 2000). Em seguida, atuou por 14 anos (2001 a 2015) no seriado A Grande Família, só retornando às novelas em 2015 em Verdades Secretas, de Walcyr Carrasco.

No cinema atuou em mais de 30 filmes, entre eles, Todas as Mulheres do Mundo (Domingos de Oliveira, 1967), Chuvas de Verão (Carlos Diegues,1977),  Bye Bye Brasil (Carlos Diegues, 1979),  O Homem da Capa Preta (Sérgio Resende, 1986), Com licença - Eu Vou à Luta (Lui Farias, 1986), Sonho Sem Fim (Lauro Escorel, 1985), Carlota Joaquina, Princesa do Brazil  (Carla Camuratti, 1995), As Três Marias (Aluizio Abranches, 2002), Cazuza - O Tempo Não Pára (Sandra Werneck, 2004) e A Grande Família- o Filme (Mauricio Farias, 2007).  

No teatro atuou em Roda Viva (Chico Buarque, 1968), As Desgraças de Uma Criança (Martins Pena, 1973), O Casamento do Pequeno-Burguês (Berthold Brecht, 1974), Titus Andronicus (William Shakespeare, 1975), Os Saltimbancos (Chico Buarque, 1977), Ópera do Malandro (Chico Buarque,  1980), No Natal A Gente Vem  Te Buscar (Naum Alves de Souza, 1980), Amadeus (Petter Shaffer, 1982), Aurora da minha vida (Naum Alves de Souza, 1982), Um Beijo, Um Abraço, Um Aperto de Mão (Naum Alves de Souza ,1985), Ligações Perigosas (1987), Cenas de Outono ( Mishima, 1988), A Estrela do Lar (Mauro Rasi, 1989), A Dona da História (João Falcão, 1998), As Centenárias (Newton Moreno, 2007) e Incêndios (2014).


Bem posicionada e empreendedora, Maieta Severo fundou junto com sua comadre Andrea Beltrão, o teatro Poeira, num antigo casarão no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro. Em mais de 40 anos de palco, tem na estante os prêmios Mambembe, Molière, Shell , entre outros, como prova inconteste de seu imenso talento.

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo e Chico Buarque
Marieta Severo e Cassio Gabus Mendes

Marieta Severo e Andréa Beltrão

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo

Marieta Severo e Chico Buarque

Marieta Severo e Elba Ramalho

Marieta Severo e Chico Anísio numa entrega do Prêmio Moliére

Marieta Severo e sua amiga, comadre e sócia Andréa Beltrão
Marieta Severo


Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), TV Sucesso, Destino, Ilusão (Editora Abril), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro, Isto É, Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog TUDO ISSO É TV (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), sites diversos da Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário