sexta-feira, 21 de agosto de 2020

ELISIO DE ALBUQUERQUE O GRANDE INTÉRPRETE DE HOMENS AUSTEROS



ELISIO DE ALBUQUERQUE 

Elísio de Albuquerque Filho nasceu em Manaus, no dia 27 de Outubro de 1920.  Filho caçula de oito irmãos, Elísio de Albuquerque passou a infância e juventude em Manaus, onde iniciou sua carreira no teatro amador. Durante a Segunda Guerra Mundial foi convocado para participar da Força Expedicionária Brasileira, participando da lendária batalha de Monte Castelo, em 1945. De volta ao Brasil, mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro, prosseguindo com o trabalho no teatro. 

No teatro marcou presença em grandes espetáculos.  Ainda no Rio atuou em Senhora dos Afogados (1947), de Nelson Rodrigues, integrou o Grupo Teatro Estudantes do Brasil (TEB), de Paschoal Carlos Magno em 1948 atuando em Hamlet (William Shakespeare) e Inês de Castro (Antônio Ferreira). Também integrou o cast do grupo Teatro dos Doze, em 1949, com as peças Tragédia em Nova York (Maxwell Anderson) e  Arlequim, Servidor de Dois Amos (Carlo Goldoni). 

A vinda para São Paulo foi em 1953, com a peça Week End, na Cia Teatro Íntimo Nicette Bruno (TINB). Em seguida integrou a Cia Maria Della Costa atuando em espetáculos como Mirandolina (Carlo Goldoni); A Moratória (Jorge Andrade) e Com a Pulga Atrás da Orelha (Georges Feydeau).

No TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), atuou em A Semente (Dias Gomes), Divórcio Para Três (Victorien Sardou), A Escada (Jorge Andrade), Panorama Visto da Ponte (Arthur Miller), Eurydice (Jean Anouilh), Almas Mortas (Nicolau Gogol), O Pagador de Promessas (Dias Gomes) e A Morte do Caixeiro Viajante (Arthur Miller), entre outras.

Na televisão, atuou em dezenas de teleteatros e estreou em telenovelas em 1963, integrando o elenco de Moulin Rouge - A Vida de Toulouse-Lautrec, na TV Tupi.  No ano seguinte interpretou o duríssimo Dom Rafael de O Direito de Nascer, papel que lhe deu imensa popularidade.  Sempre interpretando homens austeros marcou presença em outras 15 novelas da TV Tupi, com destaque para outro grande sucesso, o milionário Adalberto Dias Leme, patrão do motorista  Antônio  Maria, personagem título da novela de 1968, escrita por Geraldo Vietri e Walther Negrão.  

Por dez anos Elisio de Albuquerque emendou uma novela na outra: Moulin Rouge, a Vida de Toulouse-Lautrec (1963),  Alma Cigana (1964),  A Gata (1964), O Direito de Nascer (1964/65),  O Preço de uma Vida (1965/66), Calúnia (1966), Somos Todos Irmãos (1966), O Anjo e o Vagabundo (1966/67),  O Pequeno Lord (1967), Estrelas no Chão (1967), Amor Sem Deus (1968), O Homem Que Sonhava Colorido (1968),  Antônio Maria (1968/69), Nenhum Homem é Deus (1969), Super Plá (1969/70) e O Preço de um Homem (1971/72).

No cinema, participou de filmes populares como Amanhã Será melhor (1950), Suzana e o Presidente (1951), Apassionata (1952),  Esquina da Ilusão (1953), A Família Lero-Lero (1953), A Sogra (1954) e Dona Violante Miranda (1960).

Seu último trabalho em  telenovelas foi  O Preço de um Homem, em 1972. Com a saúde bastante debilitada, Elisio de Albuquerque  afastou-se da carreira artística no final dos anos 1970 e morreu em São Paulo, no dia 23 de Setembro de 1983, aos 62 anos de idade.


Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque

Elísio de Albuquerque com Leonor Bruno, Paulo Goulart e Nicette Bruno na peça Week-End

Elísio de Albuquerque com Maria Della Costa, Sérgio Britto e Milton Moraes na peça Mirandolina

Elísio de Albuquerque com Sérgio Britto e Milton Moraes na peça Mirandolina

Elísio de Albuquerque com Sérgio Britto na peça Mirandolina

Elísio de Albuquerque com Carlos Zara e Edmundo Lopes na peça Com a Pulga Atrás da Orelha



Elísio de Albuquerque (em pé, ao centro) com o elenco da peça Com a Pulga Atrás da Orelha


Elísio de Albuquerque com Monah Delacy, Fernanda Montenegro e Wanda Kosmo 
na peça A Moratória

Elísio de Albuquerque com Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Milton Moraes e Monah Delacy na peça A Moratória

Elísio de Albuquerque com Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Milton Moraes e Monah Delacy na peça A Moratória

Elísio de Albuquerque com Fernanda Montenegro, Milton Moraes e Monah Delacy na peça A Moratória

Elísio de Albuquerque com Walmor Chagas  na peça É Proibido Suicidar-se na Primavera

Elísio de Albuquerque  no filme Amanhã Será Melhor

Elísio de Albuquerque atuou no filme Suzana e o Presidente

Elísio de Albuquerque  com Dina Lisboa no filme Esquina da Ilusão

Elísio de Albuquerque  com Marina Freire e Walter D´Avila no filme A Família Lero-Lero

Elísio de Albuquerque  com Marina Freire e Walter D´Avila no filme A Família Lero-Lero

Elísio de Albuquerque  com Marina Freire e Luiz Linhares no filme A Família Lero-Lero

Elísio de Albuquerque com Walter D´Avila no filme A Família Lero-Lero

Cartaz do filme A Família Lero-Lero

Elísio de Albuquerque com Eva Wilma no filme A Sogra

Elísio de Albuquerque com Eva Wilma no filme A Sogra

Elísio de Albuquerque com Procópio Ferreira e Jayme Barcelos no filme A Sogra

Elísio de Albuquerque  numa cena do filme A Sogra

Elísio de Albuquerque  com Dercy Gonçalves e Odete Lara no filme Dona Violante Miranda

Elísio de Albuquerque  com Marina Freire, Célia Coutinho e Dercy Gonçalves no filme Dona Violante Miranda

Elísio de Albuquerque  com Dercy Gonçalves e Odete Lara no filme Dona Violante Miranda

Elísio de Albuquerque  com Dercy Gonçalves  no filme Dona Violante Miranda

Elísio de Albuquerque  com Dercy Gonçalves e Marina Freire no filme Dona Violante Miranda

Elísio de Albuquerque  com Dercy Gonçalves, Célia Coutinho e Marina Freire no filme Dona Violante Miranda

Elísio de Albuquerque  no filme Osso, Amor e Papagaio

 Fábio Sabag, Elísio de Albuquerque, Paulo Padilha, Ítalo Rossi e Napoleão Muniz Freire em Doze Homens Furiosos (Grande Teatro Tupi - TV Tupi-Rio)


Elísio de Albuquerque (à direita) com Gian Carlo, Marcos Plonka e Patricia Mayo em Terror nas Trevas (TV Tupi, 1963), novela de Geraldo Vietri

Elísio de Albuquerque  com Maria Célia Camargo e Ana Rosa em Alma Cigana (TV Tupi, 1964), novela de Ivani Ribeiro

Elísio de Albuquerque  com Nathalia Timberg e Maria Luiza Castelli na primeira fase de O Direito de Nascer (TV Tupi, 1964/65), novela de Teixeira Filho e Talma de Oliveira, adaptada do original cubano de Félix Caignet
Elísio de Albuquerque  com Nathalia Timberg na primeira fase de O Direito de Nascer


Elísio de Albuquerque  com Nathalia Timberg, Isaura Bruno e Maria Luiza Castelli na primeira fase de O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Guy Loup e Maria Luiza Castelli na segunda fase de O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Amilton Fernandes e Maria Luiza Castelli em O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Amilton Fernandes, Nathalia Timberg, Guy Loup e Maria Luiza Castelli em O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Nathalia Timberg e Maria Luiza Castelli em O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Maria Luiza Castelli, Amilton Fernandes e Nathalia Timberg em O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Maria Luiza Castelli, Amilton Fernandes e  Nathalia Timberg em O Direito de Nascer


Elísio de Albuquerque  e Maria Luiza Castelli em O Direito de Nascer

Elísio de Albuquerque  com Nívea Maria e Sérgio Cardoso em O Preço de Uma Vida  (TV Tupi, 1964/65), novela de Talma de Oliveira, adaptada do original cubano de Félix Caignet

Elísio de Albuquerque  com Sérgio Cardoso em O Preço de Uma Vida 

Elísio de Albuquerque com Sérgio Cardoso em O Preço de Uma Vida 

Elísio de Albuquerque  com Sérgio Cardoso em O Preço de Uma Vida 

Elísio de Albuquerque  com Nívea Maria e Sérgio Cardoso em O Preço de Uma Vida 

Elísio de Albuquerque  com Nívea Maria em O Preço de Uma Vida 

Elísio de Albuquerque  com Ademir Rocha e Lélia Abramo em Calúnia   (TV Tupi, 1964/65), novela de Talma de Oliveira, adaptada do original mexicano de Caridad Bravos Adams

Elísio de Albuquerque  com o elenco de  Somos Todos Irmãos  (TV Tupi, 1966), novela de Benedito Ruy Barbosa, adaptada do romance A Vingança do Judeu, de J. W. Rochester

Elísio de Albuquerque  em Somos Todos Irmãos  

Elísio de Albuquerque  com Paulo Pereira, Wilson Fragoso e Lisa Negri em  O Anjo e o Vagabundo  (TV Tupi, 1966/67), novela de Benedito Ruy Barbosa



Elísio de Albuquerque  com Maria Luiza Castelli em  Antônio Maria  (TV Tupi, 1968/69), novela de Geraldo Vietri e Walther Negrão

Elísio de Albuquerque  com Maria Luiza Castelli em  Antônio Maria  

Elísio de Albuquerque  com Maria Luiza Castelli e Néa Simões em  Antônio Maria  

Elísio de Albuquerque  com Maria Luiza Castelli em  Antônio Maria  

Elísio de Albuquerque  com Wilson Fragoso em  Antônio Maria  

Elísio de Albuquerque  com Aracy Balabanian em  Antônio Maria  


Elísio de Albuquerque em  Antônio Maria  

Elísio de Albuquerque  com Aracy Balabanian em  Antônio Maria  


Elísio de Albuquerque  com Walmor Chagas em  Nenhum Homem é Deus (TV Tupi, 1968/69), novela de Sérgio Jockymann 

Elísio de Albuquerque  com Laura Cardoso numa adaptação da peça Hamlet para  teleteatro do programa TV de Vanguarda da TV Tupi

Elísio de Albuquerque  com Percy Aires e Geórgia Gomide numa adaptação do romance ratos e Homens para  teleteatro do programa TV de Vanguarda da TV Tupi

Elísio de Albuquerque  com Irina Grecco e Célia Biar numa adaptação da peça Quebranto para  teleteatro do programa Teatro 9 da TV Excélsior

O Direito de Nascer



 

O Direito de Nascer

Filhos

a Morte do Caixeiro Viajante
 
Elísio de Albuquerque (à direita) com Gian Carlo, Marcos Plonka e Patricia Mayo em Terror nas Trevas (TV Tupi, 1963)



Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Fatos & Fotos (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), Ilusão (Editora Abril), O Cruzeiro (Diários Associados), revista TV Sul,  Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Acervo FUNARTE, Banco de Conteúdos Culturais (www.bcc.org.br), sites diversos da Internet


Nenhum comentário:

Postar um comentário