segunda-feira, 14 de setembro de 2020

ANTUNES FILHO O GÊNIO DOS PALCOS

José Alves Antunes Filho, nasceu em São Paulo, no dia 12 de Dezembro de 1929. Filho de imigrantes portugueses, chegou a iniciar o curso de Direito, mas abandonou a faculdade para se dedicar ao teatro.  

O início da carreira foi no teatro amador, até ser convidado para  trabalhar como assistente de direção no Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), aprendendo com grandes nomes do teatro europeu como  Ziembinski, Adolfo Celi, Luciano Salce, Ruggero Jacobbi e Flaminio Bollini. Em 1953, assumiu a direção da peça Week-End, de Noël Coward.

Entre seus bem sucedidos trabalhos no teatro, estão as direções das peças O Diário de Anne Frank (1958), Pic-Nic (1959), Plantão 21 (1959), As Feiticeiras de Salém (1960), Yerma (1962), Vereda da Salvação (1964),  A Megera Domada (1965), Black-Out (1967), A Cozinha (1968), As Aventuras de Peer Gynt (1971), Corpo a Corpo (1972), Em Família (1973), Bodas de Sangue (1974),  Bonitinha, mas Ordinária (1974), Esperando Godot (1977) e Quem Tem medo de Vigínia Woolf (1978).

No início dos anos 1970 Antunes Filho dirigiu na TV Record, a telenovela Venha Ver o Sol na Estrada, escrita por Leilah Assumpção. Na mesma época dirigiu uma série de grandes teleteatros para a TV Cultura, sobessaindo-se as adaptações das peças Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues e A Escada, de Jorge Andrade.

Em 1978 dirigiu sua obra prima no teatro, a estupenda montagem da peça Macunaíma, adaptada do romance de Mário de Andrade.  Em 1982, criou, sob o patrocínio do SESC, o CPT (Centro de Pesquisas Teatrais), onde pôde exercitar sua veia criativa ao limite, resultando, ao longo de 30 anos,  uma grande evolução na estética do teatro paulista.  

Rígido e exigente no quesito disciplina, o inquieto diretor formou atores e diretores, deixando um inestimável legado de bons serviços prestados ao teatro ao longo de uma carreira de mais de 60 anos.

Antunes Filho morreu em São Paulo, no dia 2 de Maio de 2019, aos 89 anos de idade. Era a despedida de um dos maiores nomes do teatro no Brasil.


Antunes Filho


 Antunes Filho


Antunes Filho 

Antunes Filho

Antunes Filho

Antunes Filho com o elenco de Yerma


Antunes Filho dirigindo Dina Lisboa e Cleyde Yáconis em Yerma

Eva Wilma e Lilian Lemmertz em Esperando Godot - Direção de Antunes Filho

Elias Gleizer em Plantão 21 - Direção de Antunes Filho

Jardel Filho em Plantão 21 - Direção de Antunes Filho

Tônia Carrero, Maria Eugênia, Raul Cortez e Roberto Lopes em 
Quem Tem medo de Virgínia Wolff - Direção de Antunes Filho

Raul Cortez em 
A Hora e a Vez de Augusto Matraga - Direção de Antunes Filho

Raul Cortez em 
A Hora e a Vez de Augusto Matraga - Direção de Antunes Filho


Armando Bógus e Irina Grecco em A
Megera Domada
 - Direção de Antunes Filho


Macunaíma - Direção de Antunes Filho

Macunaíma - Direção de Antunes Filho

Macunaíma - Direção de Antunes Filho

Giulia Gam em Romeu e Julieta - Direção de Antunes Filho

Luis Melo em Gilgamash - Direção de Antunes Filho


Luis Melo em Trono de Sangue - Direção de Antunes Filho

Trono de Sangue - Direção de Antunes Filho

Luis Melo em Trono de Sangue - Direção de Antunes Filho

Luis Melo e Laura Cardoso em Vereda da Salvação - Direção de Antunes Filho

Márcia de Windsor à frente do elenco da novela 
Venha Ver o Sol na Estrada (TV Record, 1973)Direção de Antunes Filho

Lílian Lemmertz e Nathalia Timberg no teleteatro 
Vestido de Noiva (TV Cultura, 1974), Direção de Antunes Filho


Renée de Vielmond e Zózimo Bulbul no filme Compasso de Espera - Direção de Antunes Filho


Macunaíma - Direção de Antunes Filho

Romeu e Julieta - Direção de Antunes Filho

Nelson 2 Rodrigues - Direção de Antunes Filho

Paraíso Zona Norte - Direção de Antunes Filho

Vereda da Salvação - Direção de Antunes Filho

Trono de Sangue - Direção de Antunes Filho




A Hora e a Vez de Augusto Matraga - Direção de Antunes Filho

A Pedra do Reino - Direção de Antunes Filho

Antunes Filho



Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), Ilusão (Editora Abril), O Cruzeiro (Diários Associados), Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog REVISTA AMIGA & NOVELAS (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo), Banco de Conteúdos Culturais (www.bcc.org.br), sites diversos da Internet










Nenhum comentário:

Postar um comentário