sábado, 27 de novembro de 2021

LÉA GARCIA A ESTRELA QUE ABALOU PARIS

 

Léa Lucas Garcia de Aguiar nasceu no Rio de Janeiro, no dia 11 de março de 1933. Órfã de mãe aos 11 anos, foi criada pela avó e ingressou na carreira artística por influência de seu primeiro marido, o ator e dramaturgo Abdias Nascimento, com quem teve dois filhos. De um segundo casamento teve seu terceiro filho.

A estréia no teatro foi na peça Rapsódia Negra em 1952, escrita por Abdias e  encenada pelo Teatro Experimental do Negro e um de seus melhores momentos no palco foi a peça Orfeu da Conceição, de Vinicius de Moraes,  no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, com cenários de Oscar Niemeyer, em 1956. A peça deu origem ao filme Orfeu Negro (no Brasil, Orfeu do Carnaval), dirigido pelo francês Marcel Camus. Por sua atuação no filme Léa conquistou o segundo lugar como melhor atriz no festival de Cannes, vencido por Simone Signoret. O terceiro lugar ficou com a legendária atriz italiana Anna Magnani. Com Camus atuou ainda em Os Bandeirantes, rodado no Brasil.

No teatro, participou de dezenas de peças, entre elas Onde Está Marcada a Cruz, Todos os Filhos de Deus têm Asas, O Filho Pródigo, Perdoa-me por me Traíres, A Invasão, Soraya Posto 2,  Construtores do Império, Piaf e Anjo Negro.

A estreia em televisão foi no Grande Teatro da TV Tupi, na década de 1950. A primeira novela foi Acorrentados de Janete Clair, em 1968, na  TV Rio. Na TV Globo estreou em 1970, na novela Assim na Terra como no Céu, de Dias Gomes e ficou nacionalmente conhecida ao interpretar a maldosa Rosa na novela Escrava Isaura,  em 1976. Na emissora carioca integrou o elenco de dezenas de trabalhos entre eles  Minha Doce Namorada (1971),  O Homem que Deve Morrer (1971),  Selva de Pedra (1972), Os Ossos do Barão (1973), Fogo Sobre Terra (1974), A Moreninha (1975) e  Marina (1980). Ao todo foram mais de 30 trabalhos na emissora entre novelas, minisséries e seriados.

Além da TV Globo, Léa Garcia também participou de produções da TV Manchete (Dona Beija, Helena, Tocaia grande, Xica da Silva), TV Record (Cidadão Brasileiro; Luz do Sol, A Lei e o Crime) e TV Bandeirantes (O Campeão).

No cinema, a atriz contabiliza 35 filmes, entre eles Ganga Zumba, Ladrões de Cinema, Quilombo e As Filhas do Vento, de 2005, que lhe valeu o prêmio de melhor atriz no Festival de Gramado (RS).

Seus trabalhos mais recentes na televisão são as novelas Êta Mundo Bom! (2016), Sol Nascente (2016) e a terceira temporada de Mister Brau (2017). Aqui um pouco da trajetória de uma das mais importantes atrizes brasileiras.


Léa Garcia 

Léa Garcia 

Léa Garcia 

Léa Garcia em foto para a peça O Crime Roubado (1974)

Léa Garcia em foto para a peça Piaf  (1983)

Léa Garcia na capa da prestigiada revista Manchete

Léa Garcia com Abdias do Nascimento, seu primeiro marido

Léa Garcia com Loudes de Oliveira e o diretor Marcel Camus

Léa Garcia com o poeta Vinícius de Moraes e o ator Breno Mello

Léa Garcia com a atriz Vanja Orico e o diretor Alex Vianny

Léa Garcia com Lourdes de Oliveira em Paris


Léa Garcia com Loudes de Oliveira e o diretor Marcel Camus

Léa Garcia com Loudes de Oliveira, Dawn Adams e o diretor Marcel Camus

Léa Garcia e Lourdes de Oliveira ladeiam a atriz francesa Martine Carol

Léa Garcia com Lourdes de Oliveira se divertindo na boate Chez Maxine, em Paris

Raul Soares, Lourdes de Oliveira, o diretor Marcel Camus, Breno Mello, Léa Garcia e o atleta Adhemar Ferreira da Silva na pré-estréia do filme Orfeu Negro em São Paulo rm 1959 

Léa Garcia com Ruth de Souza 

Léa Garcia com Ruth de Souza  nomes de grande relevância no cenário artístico do Brasil

Léa Garcia com Marcello Melo e José Junior na série Arcanjo Renegado
 
A peça Orfeu da Conceição, escrita por Vinícius de Moraes foi o primeiro grande sucesso da carreira de Léa Garcia

Léa Garcia com Fredman Ribeiro numa montagem do Teatro Experimental do Negro, grupo pioneiro fundado por Abdias do Nascimento

Léa Garcia com Nélson Rodrigues e Dália Palma na peça Perdoa-me por me Traíres, em 1957

Léa Garcia com Nélson Rodrigues na peça Perdoa-me por me Traíres

Léa Garcia com Abdias do Nascimento na peça Sortilégio, montagem do Teatro Experimental do Negro em 1957

Léa Garcia com Abdias do Nascimento numa montagem do Teatro Experimental do Negro

Léa Garcia com Abdias do Nascimento na peça Sortilégio, montagem do Teatro Experimental do Negro em 1957

Léa Garcia com Adalberto Silva na peça A Invasão, de Dias Gomes, em 1963

 
Orfeu Negro, dirigido pelo francês Marcel Camus, foi o filme que levou Léa Garcia ao festival de Cannes, na França. O filme ganhou a Palma de Ouro em 1959, O Oscar de melhor Filme Estrangeiro (França, 1960) e o Globo de Ouro de melhor Filme Estrangeiro (França, 1960)

Léa Garcia e Breno Mello  no filme Orfeu Negro

Léa Garcia com a atriz americana Marpessa Down no filme Orfeu Negro

Léa Garcia  no filme Orfeu Negro
l
Léa Garcia com Marpessa Down no filme Orfeu Negro

Léa Garcia com Lourdes de Oliveira no filme Orfeu Negro

Léa Garcia no filme Orfeu Negro, em 1959

Léa Garcia com Lourdes de Oliveira no filme Orfeu Negro, lançado no Brasil como Orfeu do Carnaval

Léa Garcia e Breno Mello  no filme Orfeu Negro

Léa Garcia com Marpessa Down no filme Orfeu Negro


Léa Garcia no filme Orfeu Negro


Léa Garcia com Lourdes de Oliveira no filme Orfeu Negro


Léa Garcia no filme Orfeu Negro


Léa Garcia com Waldir de Souza no filme Orfeu Negro

Léa Garcia no filme O Santo Módico (1964)


Léa Garcia no filme Ganga Zumba (1963)
 
Léa Garcia com Antônio Pitanga no filme Ganga Zumba

Léa Garcia com o diretor Marcel Camus e o ator Raymond Loyer nas filmagens do  filme Os Bandeirantes (1960)


Léa Garcia com  Raymond Loyer e Lourdes de Oliveira no filme Os Bandeirantes

Léa Garcia com as atrizes Sonia Clara e Nadia Lippi no  filme Histórias Íntimas (2013)

Léa Garcia com a atriz Débora Marçal no filme Um dia com Jerusa (2021)


Léa Garcia no filme Filhas do Vento (2005)

Léa Garcia no filme Filhas do Vento

Léa Garcia com Ruth de Souza  no filme Filhas do Vento

 
Léa Garcia com Paulo Araújo em O Homem Que Deve Morrer (TV Globo, 1971), novela de Janete Clair.  Direção de Daniel Filho e Milton Gonçalves

Léa Garcia com Paulo Araújo em O Homem Que Deve Morrer

Léa Garcia com Paulo Araújo em O Homem Que Deve Morrer

Léa Garcia em O Homem Que Deve Morrer


Léa Garcia com Regina Duarte em Selva de Pedra (TV Globo, 1972), novela de Janete Clair.  Direção de Walter Avancini


Léa Garcia com Tarcísio Meira no Caso Especial  O Matador (TV Globo, 1972), adaptado por Domingos de Oliveira de uma peça de Oduvaldo Viana Filho.  Direção de Régis Cardoso

 
Léa Garcia com Tarcísio Meira no Caso Especial  O Matador



Léa Garcia no Caso Especial  O Matador
 
Léa Garcia com Haroldo de Oliveira em A Moreninha (TV Globo, 1975), novela de Marcos rey, baseada no romance homônimo de Joaquim Manuel de Macedo.  Direção de Herval Rossano


Léa Garcia com Henriqueta Brieba, Marco Nanini, Jayme Barcelos e Marcus Toledo em A Moreninha

Léa Garcia com  Jayme Barcelos e Marcus Toledo em A Moreninha


Léa Garcia com Haroldo de Oliveira em A Moreninha
 
Léa Garcia com Lucélia Santos em Escrava Isaura (TV Globo, 1976), novela de Gilberto Braga, baseada no romance homônimo de Bernardo Guimarães.  Direção de Herval Rossano

Léa Garcia com Lucélia Santos e Neusa Borges em Escrava Isaura

Léa Garcia e Isaac Bardavid em Escrava Isaura

Léa Garcia e Isaac Bardavid em Escrava Isaura

Léa Garcia com Rubens de Falco em Escrava Isaura

Léa Garcia em Escrava Isaura

Léa Garcia com Lucélia Santos em Escrava Isaura 
 
Léa Garcia com Nívea maria e Isis Koshdoski em Maria, Maria (TV Globo, 1976), novela de Gilberto Braga, baseada no romance Maria Dusá, de Lindolfo Rocha. Direção de Herval Rossano

Léa Garcia em Anjo Mau (TV Globo, 1997), novela de Maria Adelaide Amaral, remake do original homônimo de Cassiano Gabus Mendes, apresentada em 1976. Direção de Denise Saraceni e Carlos Manga

Léa Garcia com Laura Cardoso em Sol Nascente (TV Globo, 2017), novela de Walther Negrão. Direção de Leonardo Nogueira

Léa Garcia com Lázaro Ramos na série Mister Brau (TV Globo, 2017).

 

Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA),  Ilusão (Editora Abril), O Cruzeiro (Diários Associados), Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog REVISTA AMIGA & NOVELAS (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, site Memórias Cinematográficas, Cedoc (TV Globo), Banco de Conteúdos Culturais (www.bcc.org.br), sites diversos da Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário