domingo, 27 de outubro de 2019

KITO JUNQUEIRA - UM ATOR NA POLÍTICA



Heráclito Gomes Pizano, em artes Kito Junqueira, nasceu em São Paulo, no dia 15 de Maio de 1948. Iniciou sua carreira no teatro, após cursar a  Escola de Arte Dramática de São Paulo. Sua estréia se deu na peça Um Homem é Um Homem, de Bertold Brecht.  Mas foi com a peça Bent, de Martin Sheen, grande sucesso da Broadway, no papel que foi interpretado lá por  Richard Gere, que sua carreira sofreu um grande impulso. Por sua atuação em Bent, Kito Junqueira foi premiado com os troféus APCA, Molière e Mambembe de melhor ator.

Outros trabalhos do ator no teatro foram as peças Um Violinista no Telhado,  Falemos Sem Calças,  O Encontro de Descartes, Não Explica Que Complica,  A Herdeira, O Monta Cargas, As Cinzas da Mamãe;  O Último Encontro e Desencontros Clandestinos.

Na televisão, começou na TV Tupi de São Paulo, no início dos anos 1970, quando atuou em 3 telenovelas (As Divinas e... Maravilhosas; Vila do Arco e Tchan, a Grande Sacada), até ir para a TV Globo, integrando o time de jovens galãs da emissora. Na emissora carioca, destacam-se os trabalhos nas novelas Espelho Mágico, Te Contei? e Vereda Tropical.

No início dos anos 1980 transferiu-se para a TV Bandeirantes, atuando como ator e diretor. Entre seu trabalhos na emissora do Morumbi, estão as novelas Cavalo Amarelo, Os Adolescentes, Ninho da Serpente, O Campeão e Maçã do Amor. Também atuou em novelas do SBT, TV Manchete e TV Record.

Nos anos 1990, o ator aventurou-se na política, associando-se ao Partido Verde, sendo  eleito deputado estadual de São Paulo nas eleições de 1994.

Nos anos 2000, Kito Junqueira alternou participações no teatro com trabalhos na TV Record, onde atuou em novelas,  apresentou o  programa Acredite se Quiser e atuou na série A Lei e o Crime.

Kito Junqueira morreu em Curitiba (PR), no dia 23 de Agosto de 2019, aos 71 anos, vítima de um infarto fulminante. Preparava-se para voltar ao teatro na peça À Flor da Pele, sucesso de Consuelo de Castro nos anos 1970.

Simpático e dono de um sorriso cativante, Kito Junqueira foi casado com a atriz Nilda Maria; a advogada Lúcia Alvarez, mãe de sua filha Natália;  a publicitária Lucia Bini  e Maria Santos Pizano, com quem se casou em 2016. Aqui, um pouco de sua trajetória artística.

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira


Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira



Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira

Kito Junqueira com Christiane Torloni, Tony Ramos e Lidia Brondi nso anos 1970


Kito Junqueira com Gonzaguinha e Tania Alves em comício pelas Diretas Já nos anos 1970


Kito Junqueira com amigos na TV Globo 

Kito Junqueira com Miriam Mmehler na peça A Herdeira

Kito Junqueira com Ricardo Petráglia no seu maior sucesso nos palcos, a premiada peça Bent

Kito Junqueira  na peça Bent

Kito Junqueira com Juca de Oliveira e Patricia Bueno em outro sucesso no teatro: a peça Um Edifício Chamado 200

Kito Junqueira com Miriam Mehler e Cléo Ventura na peça Não Explica, que Complica 

Kito Junqueira com Miriam Mehler e Cléo Ventura na peça Não Explica, que Complica 

Kito Junqueira no teleteatro O Gravador, adaptado da obra de Rubens Fonseca, levado ao ar  pela TV Cultura de São Paulo

Kito Junqueira com Riva Nimitz e Elias Gleizer em Vila do Arco (TV Tupi, 1975), novela de Sérgio Jockymann, baseada no conto O Alienista, de Machado de Assis, direção de Luiz Gallon

Kito Junqueira com Riva Nimitz e Elias Gleizer em Vila do Arco

Kito Junqueira com Luiz Serra, Ivete Bonfá e Walderez de Barros em Canção Para Isabel (TV Tupi, 1976), novela de Heloisa Castellar


Kito Junqueira com Nádia Lippi e Raul Cortez em Tchan, a Grande Sacada (TV Tupi, 1976), novela de Marcos Rey, direção de Antonio Moura Matos

Kito Junqueira com Nádia Lippi e Raul Cortez em Tchan, a Grande Sacada

Kito Junqueira com Sônia Braga e Tony Ramos em Espelho Mágico (TV  Globo, 1977), novela de Lauro César Muniz, direção geral de Daniel Filho

Kito Junqueira com Milton Moraes e Tony Ramos em Espelho Mágico 

Kito Junqueira, Tony Ramos, Sônia Braga e Lidia Brondi em Espelho Mágico


Kito Junqueira com Heloísa Milet em Espelho Mágico

Kito Junqueira com Heloísa Milet em Espelho Mágico


Kito Junqueira  com Elizângela em Te Contei? (TV  Globo, 1978), novela de Cassiano Gabus Mendes, direção geral de Régis Cardoso


Kito Junqueira  com Elizângela em Te Contei?

Kito Junqueira  com Elizângela em Te Contei?

Kito Junqueira  com Elizângela em Te Contei?

Kito Junqueira  com Elizângela em Te Contei?

Kito Junqueira  com Suzana Vieira em Te Contei?

Kito Junqueira  com Suzana Vieira em Te Contei?

Kito Junqueira  com Suzana Vieira e Mauro Mendonça em Te Contei?

Kito Junqueira em Te Contei?


Kito Junqueira  com Suzana Vieira em Te Contei?

Kito Junqueira com Beth Goulart, Nicete Bruno, Paulo Guarnieri, Jacques Lagoa e Adriano Reys numa cena de Como Salvar o Meu Casamento (TV  Tupi, 1979), novela de Carlos Lombardi, Nei Marcondes e Edi Lima, direção de Atilio Riccó

Kito Junqueira com Wanda Stefãnia em Cavalo Amarelo (TV  Bandeirantes, 1980), novela de Ivani Ribeiro, direção geral de Walter Avancini


Kito Junqueira com Tássia Camargo e Márcia de Windsor em Os Adolescentes (TV  Bandeirantes, 1981), novela de Ivani Ribeiro, finalizada por Jorge Andrade, direção de Atilio Riccó

Kito Junqueira com Maria Estela em O Campeão (TV  Bandeirantes, 1982), novela de Jayme Camargo e Marcos Caruso, direção de Henrique Martins e Roberto Talma

Kito Junqueira com Marieta Severo em Vereda Tropícal (TV  Globo, 1984), novela de Silvio de Abreu e Carlos Lombardi, direção de Jorge Fernando e Guel Arraes

Kito Junqueira com Marieta Severo em Vereda Tropícal

Kito Junqueira com Caio Junqueira em seu útimo trabalho na televisão, a série A Lei e o Crime (TV  Record, 2009), escrita por Marcilio Moraes

Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Jornais Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, Imprensa Oficial, Blog TUDO ISSO É TV (Césio Gaudereto), site TV Globo, Site Canal Viva, Cedoc (TV Globo)















Um comentário:

  1. Não sabia do falecimento dele. Grande ator, galã na melhor definição e talento verdadeiro

    ResponderExcluir