quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Sérgio Cardoso - o jumbo abatido em pleno vôo

No dia 18 de Agosto de 1972 o Brasil entrava em estado de choque. Sérgio Cardoso, um dos maiores atores de todos os tempos, no ar como o protagonista absoluto de O Primeiro Amor, novela de grande sucesso da TV Globo estava morto, abatido por um fulminante ataque cardíaco. 
Sérgio Cardoso foi um ator maior, um gigante na arte de representar. Já em sua estréia no teatro foi um êxito, intepretando o Hamlet de Shakespeare, atuação considerada, até hoje, insuperável. De prestigiado ator do TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), fundou sua própria companhia, construiu seu próprio teatro, brilhou no cinema e na  televisão em atuações memoráveis e finalmente saiu de cena em pleno sucesso, deixando para sempre a imagem de um ator como poucos, extraordinário!

Sérgio Cardoso nas escadarias do seu Teatro Bela Vista, além do artista talentoso, um homem empreendedor 

Sérgio Cardoso num momento de lazer

Sérgio Cardoso num postal da revista Amiga

Sérgio Cardoso num postal da revista Romântica 

Sérgio Cardoso num álbum de figurinhas da revista Romântica 
Sérgio Cardoso num álbum de figurinhas da revista Intervalo

Sérgio Cardoso num álbum de figurinhas da revista Intervalo

Sérgio Cardoso num álbum de figurinhas da revista Intervalo

Sérgio Cardoso num poster da revista Intervalo 
Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso no seu apartamento decorado com peças barrocas 

Sérgio Cardoso no seu apartamento junto aos seus inúmeros troféus 

Sérgio Cardoso no seu apartamento 

Sérgio Cardoso numa foto da revista Intervalo por ocasião da novela Pigmalião 70 

Sérgio Cardoso num poster da revista Cartaz por ocasião da novela  O Primeiro Amor 
Sérgio Cardoso 
Sérgio Cardoso 

Sérgio Cardoso num poster da revista Linda por ocasião da novela  O Primeiro Amor 

Sérgio Cardoso numa foto da revista Intervalo por ocasião da novela  Antônio Maria 
Sérgio Cardoso 

Sérgio Cardoso 

Sérgio Cardoso 
Sérgio Cardoso 

Sérgio Cardoso 

Sérgio Cardoso inaugurando o Teatro Bela Vista com a  remontagem da peça Hamlet, seu primeiro grande sucesso no teatro

Sérgio Cardoso na antológica primeira montagem da peça Hamlet 

Sérgio Cardoso na peça Hamlet 
Sérgio Cardoso com Sônia Oiticica e Leonardo Villar na peça A Falecida, 1953 

Sérgio Cardoso com Sônia Oiticica em A Falecida 
Sérgio Cardoso com Cleyde Yáconis e Elizabeth Henreid em Diálogo de Surdos (TBC-1952), peça de Clô Prado 
Sérgio Cardoso com Érico de Freitas em A Terceira Pessoa (TCB -1962), peça de Andrew Rosenthal
Sérgio Cardoso na peça Vá Com Deus
Sérgio Cardoso, Carlos zara e Vera Nunes na peça Uma cama Para Três

Sérgio Cardoso com ZéLuis Pinho na peça O Casamento Suspeitoso

Sérgio Cardoso na peça Ronda dos Malandros

Sérgio Cardoso dirigindo a peça Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues em 1965 

Sérgio Cardoso e Glauce Rocha no carnaval de 1971 passando os cetros na coroação de Tonia Carreira como Rainha e Francisco Cuoco como Príncipe Consorte no Baile das Atrizes, tradicional evento carioca da época, destinado a arrecadar fundos para o Retiro dos Artistas 

Sérgio Cardoso, Glauce Rocha, Tonia Carreira e Francisco Cuoco no Baile das Atrizes (1971). Um encontro de majestades.

Sérgio Cardoso com Tonia Carreira, Francisco Cuoco e o Rei Momo no Baile das Atrizes (1971) 
Sérgio Cardoso com uma amiga no carnaval

Sérgio Cardoso sendo homenageado no Programa do Chacrinha em 1971 

Sérgio Cardoso numa reunião de amigos com Neuza Amaral, Suzana Vieira e Paulo Gracindo 

Sérgio Cardoso com a coordenadora de elenco da TV Globo, Guta, sua melhor amiga 
Sérgio Cardoso com Odete Lara no filme Os Herdeiros 
Sérgio Cardoso no filme Lampião 

Sérgio Cardoso com Leila Diniz no filme A Madona do Cedro 

Sérgio Cardoso e Leila Diniz no filme A Madona do Cedro 
Sérgio Cardoso com Nívea Maria numa fotonovela da revista Cartaz 

Sérgio Cardoso, o inesquecível Antônio Maria 

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso e seus troféus

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso

Sérgio Cardoso
Sérgio Cardoso - autógrafo

Sérgio Cardoso com Geórgia Gomide e Amilton Fernandes

Sérgio Cardoso com o ator italiano Vitório Gassman


Fotos - acervo de Orias Elias - revistas Amiga (Bloch Editores), Contigo (Editora Abril), Sétimo Céu (Bloch Editores), Romântica (Editora Vecchi), Melodias  (Editora APA), Manchete (Bloch Editores), Cartaz (Rio Gráfica e Editora SA), Intervalo (Editora Abril), O Cruzeiro



2 comentários:

  1. Além do enorme talento deste grande mito, o que muito foi dito é que tragicamente foi sepultado vivo!
    Gostaria que isto não fosse verdade, pois seria ainda pior que sua morte, o que se comentavam na época é que Sérgio sofria de catalepsia!
    De qualquer forma fica o registro deste grande ator que muito deixou saudade, lembro-me quando o elenco de "O Primeiro Amor" o homenageou, pena ter falecido no auge da carreira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história foi uma invenção de um jornal de escândalos para vender mais exemplares. Nydia Licia, ex-mulher do ator, desmentiu a notícia por sua falta de fundamento. Sérgio Cardoso morreu vítima de um fulminante infarto. O resto é lenda.
      abs

      Excluir